Sindicato recorre à Justiça para garantir a data-base; greve pode ser inevitável

Compartilhe:

A Convenção Coletiva dos Vigilantes de Minas Gerais (CCT) de 2021 perdeu a validade no último dia 31 de dezembro. Desde 1º de janeiro, data-base da categoria em Minas, deveria estar em vigor a CCT de 2022.

Porém, ao longo de toda a Campanha Salarial, iniciada em outubro do ano passado, a representação patronal não mediu esforços para acabar com a Convenção Coletiva e, consequentemente, por fim a inúmeros direitos dos trabalhadores conquistados com muita luta.

Para barrar esse retrocesso absurdo e perdas incalculáveis aos trabalhadores, o Sindicato e as demais entidades representativas dos vigilantes ingressaram com um protesto no Tribunal Regional do Trabalho em Minas Gerais (TRT-MG), que prorrogou a vigência da Convenção Coletiva por 30 dias.

“Com a prorrogação da CCT, conseguimos manter os direitos dos trabalhadores por mais um mês e ganhamos tempo para continuarmos as negociações da Campanha Salarial. Mas, precisamos muito do apoio dos trabalhadores e trabalhadoras”, diz o secretário-geral do Sindicato, Romualdo Alves Ribeiro.

CCT garante direitos

Ele lembra que a Convenção Coletiva de Trabalho é que garante aos vigilantes o piso salarial, tíquete refeição, cesta básica, plano de saúde, adicional noturno de 40%, dentre outros benefícios. “Sem a renovação das cláusulas da Convenção, as empresas podem contratar trabalhadores sem todos esses benefícios e pagar salário mínimo. Mas, jamais permitiremos que isso aconteça”, afirma o secretário-geral.

Possibilidade de greve

Para Romualdo, o momento é de reforçar a mobilização e ir pra cima das empresas. “Com o ‘estado de greve’ instaurado no final de dezembro, demos início aos preparativos a uma possível greve geral da categoria, que pode ser deflagrada caso a patronal insista na retirada de direitos e em ignorar nossas justas reivindicações”.

Se liga na live

Para aprofundar o debate sobre a possível greve, na próxima terça-feira (11) o Programa Voz do Vigilante MG será totalmente dedicado à Campanha Salarial. “É importante que todos acompanhem a live para se manterem informados sobre o andamento das negociações e os próximos passos dessa batalha”, convoca.

O Programa Voz do Vigilante vai ao ar, às 19 horas, ao vivo, pelo site (www.ovigilante.org.br), Facebook e YouTube do Sindicato.

Fonte: Imprensa do Sindicato.

Sindicato dos Empregados das Empresas de Segurança e Vigilância do Estado de Minas Gerais
Sede: Rua Curitiba, 689, 9º andar, Centro, Belo Horizonte/MG. Telefone: (31) 3270-1300
Clube dos Vigilantes: Rua Sindicalista Lúcio Guterres, 537, bairro Chácaras Cotia (Nacional), Contagem/MG.
Telefone: (31) 3665-9142 | E-mail: ovigilante@ovigilante.org.br
Total de visitas: 3892637